Obstrução das Vias Lacrimais

canal lacrimal bloqueado

As lágrimas são produzidas pelas glândulas lacrimais, que ficam atrás das pálpebras superiores (em amarelo na imagem) e fluem ao longo da superfície do olho.

São então drenadas através de duas pequenas aberturas para dentro do saco lacrimal, fluindo através de um tubo chamado “canal lacrimal” para dentro do nariz e da garganta (em branco na imagem). 

O principal sintoma da obstrução da via lacrimal é a saída de secreção ocular. É mais comum em recém nascidos e crianças com até três anos, mas pode ocorrer em adultos acima de cinquenta anos.

Causas de um canal lacrimal bloqueado

A condição pode ser congênita (que está presente desde o nascimento) ou adquirida (quando se desenvolve mais tarde). Um em 25 bebês tem o canal lacrimal bloqueado de forma congênita.

Os sintomas de canais lacrimais bloqueados na criança

Seu filho vai ter cílios molhados ou lágrimas evidentes. Uma vez que as lágrimas não podem escorrer para dentro do canal lacrimal, elas transbordam para os cílios, muitas vezes para as bochechas. Mas como esse sintoma nem sempre é causado por dutos lacrimais bloqueados, o Dr. Henrique Kikuta irá pesquisar todas as possibilidades.

Tratamentos para canais lacrimais bloqueados

Existem diferentes tratamentos para canais lacrimais bloqueados, dependendo da causa.

Os tratamentos médicos incluem massagens e antibióticos para as infecções. Se estes não resolverem o problema, o seu filho pode precisar de uma cirurgia.

Na maioria dos casos de recém nascidos, a simples massagem das condutas pode ser o suficiente, devido à elevada taxa de resolução espontânea. massagem no canal lacrimal

O fato de que a resolução espontânea é provável tem que ser equilibrado com o fato de que o sucesso da cirurgia diminui com a idade.

A experiência do Dr. Henrique Kikuta indica a realização da cirurgia aos 6 meses de idade da criança.

Dacriocistite

A obstrução de via lacrimal pode provocar uma infecção, a dacriocistite, em crianças e adultos. A lágrima acumulada dentro do saco lacrimal promove a proliferação de bactérias, gerando sinais inflamatórios, como dor e calor, vermelhidão e saída de secreção. Essa infecção se não for tratada adequadamente pode se transformar de aguda em crônica, por isso é importante se avaliar com urgência o tratamento definitivo, que é cirúrgico, a dacriostomia.

Vias lacrimais obstruídas em adultos

O lacrimejamento em adultos pode ocorrer em doenças da superfície ocular, pálpebras, inflamações intra-oculares e glaucoma congênito. Pode ser causado por um corpo estranho, por uma conjuntivite alérgica ou anormalidade de posição das pálpebras ou obstrução do canal lacrimal.

A obstrução do canal lacrimal é mais comum em mulheres, a partir dos 40 anos e o tratamento é cirúrgico, com a criação de uma nova via lacrimal, que vai permitir a drenagem da lágrima.

O lacrimejamento também pode ser causado pelo ectrópio, comprometendo a drenagem da lágrima.

Quando a causa é conjuntivite alérgica, além do lacrimejamento também ocorre coceira e sensação de inchaço do olho.

Quando existe um corpo estranho na superfície dos olhos ou atrás das pálpebras, o lacrimejamento é aumentado para lubrificar a região e facilitar a saída do objeto.

Em úlceras da córnea, o lacrimejamento é acompanhado de dor no olho, sensação de corpo estranho no olho, aumento da sensibilidade à luz, vermelhidão e embaçamento da visão. Isso pode ocorrer em decorrência de falta de higiene no uso de lentes de contato.

Cada paciente e cada caso vai requer uma abordagem diferente, por isso o Dr. Henrique Kikuta vai realizar em você exames oftalmológicos completos, para desenvolver um plano de tratamento específico para a sua idade e sua condição.