Ptose Palpebral Adquirida

  • Imprimir

ptose palpebral no olho direitoPtose palpebral é o termo médico para a queda da pálpebra superior, uma condição que pode afetar um ou ambos os olhos. Quando a borda da pálpebra superior cai pode bloquear o campo superior da visão.

Os sintomas da ptose incluem uma diminuição da capacidade de manter os olhos abertos, cansaço visual e a fadiga na sobrancelha, por causa do esforço necessário para levantar as pálpebras, especialmente para a leitura.

Em casos graves pode ser necessário inclinar a cabeça para trás ou levantar a pálpebra com o dedo.

A ptose na maior parte dos casos é devida ao alongamento do músculo elevador, que levanta a pálpebra. Com a idade, o tendão que liga o músculo elevador da pálpebra se alonga e/ou se desinsere e a pálpebra cai, cobrindo parte do olho.
etapas de gravidade da ptose

A ptose adquirida pode ocorrer como uma consequência do envelhecimento, de um trauma, derrames, doenças musculares ou neurológicas.

Não é incomum um paciente desenvolver ptose palpebral após a cirurgia da catarata, que eventualmente pode deixar o músculo fraco. Usar durante muito tempo lentes de contato também pode contribuir para o desenvolvimento da ptose.

Os principais objetivos da cirurgia de ptose unilateral são a elevação da pálpebra superior para restaurar o campo de visão normal e alcançar a simetria com a pálpebra superior oposta. Estes objetivos vão depender de vários fatores, podendo exigir cirurgias complementares.

Blefaroplastia não corrige Ptose

Atenção: a cirurgia de blefaroplastia e a cirurgia para correção de ptose são totalmente diferentes, com objetivos diferentes. Na blefaroplastia a pele que está sobrando é retirada, na ptose os músculos (e as vezes também o nervo) são encurtados. Por isso a ptose não pode ser corrigida com uma blefaroplastia.